O que eu penso sobre ‘vida saudável’

Muita gente ainda confunde, acha que para ter uma vida saudável precisa sofrer eternamente com dietas mirabolantes, se matar na academia e por aí vai… Tudo bem ser vegano, vegetariano, fazer dieta low carb etc se você se sente melhor assim. Tudo bem malhar pesado todo dia se isso faz você se sentir melhor. Só não está tudo bem achar que, para ficar tudo bem, precisa fazer essas coisas todas. Dá pra entender a diferença?

É importante cuidar da alimentação? Lógico! Fundamental, eu diria. É importante fazer exercício? Muito!!! Mas acima de tudo é importante estar de bem consigo mesmo! Sem exageros e paranoias.

Equilíbrio entre corpo e mente: isso sim é ser saudável!

#vidasaudavel #semnoia #espalheessaideia

O verão está aí: proteja sua pele!

O câncer de pele é o tipo de tumor que mais atinge a população brasileira, sendo responsável por cerca de 25% dos cânceres diagnosticados no país. O protetor solar é o grande aliado na prevenção da doença. No entanto, apesar de vivermos em um país tropical com alta intensidade de raios solares, 62% dos brasileiros não usam protetor. E dentre os que utilizam o produto, apenas 25% utilizam o protetor solar de forma correta, garantindo a proteção.

Existe uma forma correta de usar protetor solar?

Sim, existe. O primeiro ponto a ser observado é a textura do produto, que deve ser escolhida de acordo com o seu tipo de pele. Para pessoas com pele oleosa, recomenda-se formulações em gel ou sérum. Já quem tem pele seca deve evitar o gel para não evidenciar o problema. O fator de proteção solar (FPS) indicado para o seu tipo de pele também deve ser levado em consideração. Formulações em creme são mais estáveis e conseguem carregar um FPS maior, acima de 50. Já o gel e o sérum, pela leveza dos componentes utilizados em sua formulação, dificilmente conseguem um FPS acima de 30. Uma boa alternativa para quem não abre mão do gel é usar o ‘gel-creme’, uma formulação intermediária que possibilita uma proteção mais alta.

O FPS indica quantas vezes mais a sua pele está protegida do sol com a utilização do produto em relação à pele sem proteção. O número do FPS recomendado para a média dos brasileiros é o 30, mas se a sua pele for muito clara ou se você já teve algum tipo de problema de pele, esse número pode ser 60 ou mais. Da mesma forma, peles morenas e negras podem utilizar FPS entre 15 e 20. Maquiagens com FPS funcionam bem para reforçar a proteção, mas não devem substituir o protetor solar. Consulte seu dermatologista para saber o tipo de proteção mais indicada para você.

sol-pele
A aplicação correta do protetor evita os danos causados pelo sol

Capriche na aplicação do protetor

Para garantir a proteção indicada na embalagem, é importante que a aplicação do produto seja feita de forma correta. Os cremes podem ser espalhados com movimentos circulares das mãos, já os filtros em gel devem ser aplicados em sentido único para não esfarelar. O spray deve ser borrifado generosamente sobre a pele para garantir a cobertura, mas não deve ser espalhado com as mãos. A aplicação incorreta do protetor prejudica a cobertura do produto e pode expor algumas áreas do corpo a queimaduras.

A quantidade de protetor aplicada também deve ser observada. Para o rosto e pescoço, deve ser aplicado o equivalente a uma colher de chá de protetor solar. A mesma medida para a parte da frente do tronco, outra para a parte de trás do tronco e para cada braço. Para a parte da frente de cada perna, deve-se usar uma colher de sopa de protetor e a mesma quantidade para a parte de trás de cada perna. Seguindo essas indicações, o ideal é que seu protetor solar dure, no máximo, três finais de semana.

A primeira aplicação de protetor solar é a mais importante para criar um filme homogêneo de proteção sobre toda pele. Ela deve ser feita em casa, sem roupas, com o corpo seco (sem transpiração) e a pele limpa. Espalhe bem o filtro e espere secar antes de vestir a roupa. Lembre-se de aplicar o produto também no dorso dos pés, mãos, nuca e orelhas. A reaplicação do protetor deve ser feita a cada duas ou três horas, dependendo do local em que você estiver e da sua transpiração. Após entrar na piscina ou no mar, o indicado é se enxugar com a toalha e reaplicar em seguida o produto no corpo todo.

Para uma proteção eficaz, além da utilização correta do filtro solar, o uso de chapéus, roupas e outras medidas protetoras são altamente recomendadas. Sempre que possível, evite exposição ao sol entre 9h da manhã e 15h da tarde, períodos em que os raios solares são mais intensos e prejudiciais à pele. E o mais importante: visite periodicamente seu dermatologista. Quando o assunto é saúde e beleza, a prevenção é sempre o melhor remédio.

Por Dra. Priscila Allem – Contato: priscilaallemed@gmail.com